Translate / Traduza

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Pais Responsáveis [Irmã Beth]



Criando Filhos saudáveis
Elisabeth Lorena Alves


Bem, falando de criação de filhos já abordamos a Educação pelo método do exemplo, falando sobre Loide e Eunice, (I Timóteo 4-12). Isto nos mostra que na verdade este é mesmo o melhor meio de educar um filho, mas não é o único modo.  Embora o que aconteça é que as atitudes dos pais em frente aos filhos desfaça todo o trabalho destes. Por exemplo, um pai ensina que não deve mentir, mas mente para receber algum benefício ou se dar bem em algo.
De outro lado, os pais ensinam que não podem enganar alguém, mas fazem um ‘gato’ na luz ou na TV a cabo e é este exemplo que a mente da criança vai registrar.
Para se ter sucesso na criação dos filhos é necessário que além das palavras, dar o exemplo, é isto que vai solidificar o que você diz.
Por isto mesmo nossas atitudes devem ser pautadas na ética, nos parâmetros que regem nosso caráter.


Criar filhos para Deus?
Muitas famílias esperam que seus filhos cresçam para serem ensinados, para conhecerem a disciplina, para receberem limites e esta atitude é extremamente prejudicial, pois quando resolvem fazer algo, a criança já terá formado seu próprio espaço e os pais não mais os alcançarão.
Muitos pais além de não ensinarem seus filhos a viver de forma digna, de modo a terem limites, ainda deixam para o futuro a decisão de conhecerem a Deus e entenderem a fé.
A Palavra de Deus nos ensina a agir diferente. Diz que devemos educar nossos filhos em todo o tempo sobre Deus e seus mandamentos:
Para que temas ao SENHOR teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias da tua vida, e que teus dias sejam prolongados (Deuteronômio 6:1-2).
Nossa responsabilidade é levar nossa família a Deus, mas muitas vezes deixamos para que outros façam isto, por comodidade ou pior, por descaso.
Na verdade devemos agir como Maria agia, ela prestava atenção nas atitudes de sambem eu filho Jesus. Mas devemos agir também como Ana que não se importou de ter seu filho  criado dentro da Igreja. Claro que vivemos outra realidade, mas devemos seguir sim este exemplo. E criar um filho dentro da Igreja hoje relaciona-se  a atitudes simples e que nem sempre significa ficar o dia todo no Templo, como vivia Samuel, mas vivermos o clima espiritual dentro de nosso lar. Devemos tornar nossa casa no lugar onde Deus teria prazer de estar. Então levem seus filhos a Deus através de transformar seu lar em uma igreja.
Devemos declarar a nossa fé, para que Deus seja o foco de nossos filhos. Mas não devemos esquecer de que nosso lar seja além de templo, também uma escola.
Em tudo devemos observar que nossa obrigação não pode ser renegada.
Devemos sempre entender que ou ensinamos nossos filhos a respeitarem as pessoas, a terem fé, a reconhecerem que todos merecem viver de forma digna, ensinar também que eles tenham limites e isto tudo só é possível se iniciarmos nosso trabalho educacional o mais cedo possível.

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter