Translate / Traduza

terça-feira, 25 de julho de 2017

Devocional ICO - Falando de Azeite...

Graça e Paz, queridos.
Falando de Azeite...
Azeite é uma responsabilidade individual. Você tem que buscar. E isso você pode pensar observando a passagem das Dez Virgens. Elas eram responsáveis de irem ao vendeiro buscar o azeite. Elas não ficaram esperando.
Há outra refêrencia bíblica sobre azeite.
Uma viúva de profeta se viu enfrentando uma situação terrível de dívida é dor. Os cobradores vieram à sua casa buscar o pagamento das dívidas de seu marido e por não encontrarem dinheiro, queriam levar seus filhos como escravos. A mulher foi ter com o profeta a quem seu marido seguia e ele encaminho-lhe ao milagre.
Através da fé daquela mulher, ela foi testemunha vivencial de um milagre grandioso: a multiplicação do azeite.
Sim. Multiplicação. O azeite não veio do nada. Ela já o possuía. Através da sua fé, o azeite que já existia, se multiplicou.
Você entende? Compreende a Palavra?
Ter azeite é nossa obrigação. E como adquirimos azeite?
Buscando em nosso fornecedor. Não deixando acabar o que já possuímos.
Na nossa vida espiritual, o azeite é a nossa comunhão com Deus, adquirida na busca pela Palavra, na oração constante, no convívio de amor com o próximo.
Quem tem azeite, é agradável, busca o bem de todos, sabe em quem confiar na hora das tribulações, sabe que encontrará socorro em Deus.
Prontos para repor o azeite que está acabando?
Guimarães Victor cantava uma música, em minha infância, que esclarece a questão: "Põe azeite na lâmpada, põe azeite, meu querido irmão, mas para você adquirir o azeite é necessário ir à oração".
Pense nisso e viva bem!

sábado, 22 de julho de 2017

Devocional ICO - Ser fiel incomoda

Ser fiel incômoda. 
Não, não estou falando de incomodar outras pessoas. Estou falando de incomodar a si mesmo. 
Manter-se fiel à Deus, aos amigos, ao relacionamento emocional... Qualquer tipo de fidelidade traz incômodo, pois, prender-se à alguém é uma forma de limitação, uma quebra ou renúncia ao direito individual.
Fidelizar um relacionamento demanda escolhas é, na maioria das vezes, priorizar o outro é uma forma de anular a si mesmo. 
Não adianta os agentes de autoajuda, coach e afins ensinar que o principal é você. Obviamente que em amor, para que ele seja real e podemos, a pessoa precisa primeiro estar bem consigo mesmo - estar e permanecer... No entanto, ao nos relacionarmos com outros, há a responsabilidade mútua do cuidado para a manutenção da relação. 
Casamentos não funcionam quando só um investe e doa-se, para funcionar é necessário a ação de dois.
Na amizade não é diferente. Todos os envolvidos devem colaborar, respeitando, amando, ouvindo o outro.
Novo relacionamento com Deus, mesmo que não haja a percepção visível  do investimento divino entre Fiel e o Senhor,  ele existe. E cabe a nós, fazermos a nossa parte, doando nosso tempo à sua causa, amando o próximo, estendendo a mão a quem precisa, doando nosso tempo, e sim, muitas vezes, abrindo mão de alguns sonhos em nome da Fé do amor que dedica a Deus.
Incômodo sim, pois abandonar a cama para servir sopa de madrugada é abrir mão de sua própria comunidade em nome de um amor dedicado ao próximo.
Lavar as feridas de alguém doente; limpar a casa de um desconhecido; ouvir o aflito em momentos em que quem está precisando de apoio é você, são atitudes e escolhas que rompem com os próprios desejos e necessidades em nome de alguém, por amor a Deus. 
Servir a Deus você é fiel à sua causa, pode sim trazer algum incômodo, no entanto, o amor ao Senhor, traz paz e segurança para alma.
Pense nisso e tenha fim de semana abençoado!

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter