Translate / Traduza

domingo, 31 de julho de 2011

Mantendo-se fiel na Tribulação

Jó 2-4
(Mensagem do Livro de Jó)

Esta mensagem falou muito a meu coração, enquanto estudava para hoje.

Li e meditei no Livro de Jó e aprendi muito sobre o caráter deste homem.Ele permaneceu fiel mesmo sendo caluniado,afrontado e tendo perdido tudo o que possuia.Mas em todos os momentos permaneceu buscando ao Senhor e manteve firme sua fé.

Esta ilustração resume bem a História de Jó e quero dividi-la com a Igreja hoje.

Um homem acordou, era um dia como outro qualquer. Banhou-se, escovou os dentes, tomou café e seguiu para o trabalho. Ao chegar na empresa esta de portas fechadas, tinham aberto falência. O homem desanimado, seguiu para o banco. Tinha intenção de pagar algumas contas e ao chegar lá descobriu que não tinha nada na conta. seu dinheiro todo foi rapado pelo banco.
Desanimado o homem seguiu para sua casa, quando foi chegando nas proximidades de sua casa, viu uma aglomeração de pessoas, carros de bombeiros.
Chegando mais perto, viu que seus vizinhos estavam chorando aflitos. Ao se aproximar mais, alguém lhe diz: "Não conseguiram salvar ninguém. A casa explodiu sem ninguém poder socorrer" O Homem ainda confuso, descobriu de chofre que seus filhos, seus queridos filhos tinham morrido e que a casa em questão era a sua.Transtornado o homem passou mal e foi levado para o Hospital.
Dias depois o homem despertou em um lugar estranho, aos poucos foi se apercebendo de que estava na cama de um Hospital.
Logo foi informado por um das enfermeiras  de que era a hora da visita. A primeira pessoa a adentrar seu quarto foi a esposa. Ele, ao ve-la, encheu-se de esperança, ela tinha sepre uma palavra de conforto.
Só que a mulher ao chegar perto dele iniciou uma sessão de impropérios. Começou a afrontar o homem doente e culpa-lo por tudo. Depois de alguns minutos de acusação, ela disse-lhe que então amaldiçoasse seu Deus e morresse. Saiu do quarto em disparada.Então entraram os amigos e estes, depois de certo momento de desconfortável silêncio irromperam em críticas e a culpa-lo pela situação, alegando que era devido aos seus pecados.
Por muito tempo estendeu-se a confusão e o homem tentou de defender de todas aas acusações a si feitas. Sua alma estava aflita, mas mesmo em seu pior momento de angústia, ele manteve acesa a sua fé em Deus e em nenhum momento atribui seu estado a Deus ou desprezou aquele em quem mantinha sua confiança.
Um dia, desesperançado viu no corredor algumas crianças que o olhavam, em sua necessidade de carinho humano sorriu-lhes, pensando em como as crianças são carinhosas com os menos abastados, mas aquelas começaram rir dele e uma delas disse de forma aflitiva."Que horror, nunca vi ninguém tão feio ou em pior estado".
Aquele homem afligiu-se mais em sue coração, mas nem mesmo esta situação conseguiu demove-lo de sua fé.
Um dia porém, como se o céu se lembrasse dele, sua sorte mudou e ele reconstruiu sua vida de tal forma que em se último estado foi mais honrado e reconhecido do que no primeiro.

Isto também aconteceu a Jó, a situação deste homem tornou-se degradante, mas mesmo assim ele permaneceu fiel a Deus. Ele não permitiu que nada tirasse sua confiança no seu Deus. Sofreu dores tremendas, raspou-se com cacos de telha e sentou-se sobre cinzas, mas seu coração permaneceu puro e limpo, fiel em todo o tempo.
Isto acontece conosco também. A prova aperta, a doença chega, as provações inesperadas e com elas os acusadores. Tudo o que nos acontece é atribuído a nossos pecados, muitas vezes imaginários. As pessoas nos cercam com a frase usual e desgastante:Foi pecado.
Desemprego? - Culpa de seus pecado.
Doença?- Ora, culpa de seus pecado.
Provações? - Culpa de seus pecado.

As pessoas, em seu momento de angústia, podem aparecer para te dar maus conselhos, mais não apegue-se a eles.
Saiba que quando a Palavra é de Deus, ela aquece, porque o que Deus nos fala conforta nosso coração.
Acredite: Deus não esta te castigando, Ele só esta provando para satanás que você é fiel! 

sábado, 30 de julho de 2011

Deus levanta sucessor - Elias e Eliseu

Este é um assunto para diversas meditações pois na obra de Deus estamos acostumados a ver líderes e obreiros que se agarraram a seus cargos como se a Salvação estivesse condicionada a eles e esquecem-se que a Causa não é deles.Mas a responsabilidade de preparar os próximos obreiros e líderes é.
Elias, depois de determinada fase no deserto, reservou seu tempo em preparar Eliseu.
Eliseu foi prometido por Deus a Elias, como seu sucessor em I Reis 19 - 16 "Também a Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei de Israel; e também a Eliseu, filho de Safate de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar".
Elias saiu de uma situação emocional difícil, para sua nova e definitiva fase com algumas orientações:
  1. Ungir Hazael rei sobre a Síria
  2. Ungir Jeú o rei de Israel.
  3. Ungir Eliseu, em sua mesma unção, como seu sucessor.
E o que foi que Elias fez?
Ungiu Eliseu como profeta (verso 19).
  • Eliseu ungiu Hazael rei da Síria (II Reis 8-13).
  • Eliseu  ungiu a Jeú rei de Israel (II Reis 9 - 2,3 e 13).
Sucessão é a sequência ininterrupta de um ministério, geralmente. E Eliseu deu continuidade ao trabalho de Elias, nos mesmos termos de seu antecessor.
Outro dia no Culto de Senhoras dissemos isto, irmã Carol e eu, sobre a importância de nós que fazemos a Obra percebermos que estamos sendo moldados, preparados por nossos líderes e que temos obrigação de prepararmos os que virão depois de nós.
Pelo modo que a situação se apresenta nos dias atuais, temos necessidade de obreiros compromissados em preparar com seu testemunho e orientação, quando necessário, os jovens que chegam depois de nós.
Muitas vezes aquele adolescente ou aqule menina cheia de espinha é quem vai nos suceder no altar e o que nós estamos passando para eles? Qual nosso exemplo de compromisso?
A igreja hoje esta cheia de crentes desnutridos, porque estamos preocupados em dourar a pílula. Com Elias e Elieseu a coisa foi diferente. O profeta Elias testou a tenacidade de seu pupilo diversas vezes, quando pedia a ele que ficasse no caminho, mas Eliseu mantinha seus olhos abertos e sua atenção  focada no seu líder.
Nosso pastor Sérgio sempre diz que pra que não nasça mais joio, devemos plantar mais trigo e esta plantação muitas vezes se dá mais pelo bom exemplo, do que pelo excesso de palavras..
Quando estamos preocupados em apenas dourar a pílula, em falar de  bênçãos imediatas, esquecemos  que a maioria daquelas pessoas que estão nos ouvindo, são líderes em potencial, não exatamente na igreja, mas em seus trabalhos, seus lares e outros meios sociais que convivem. Se não nos comprometemos em fazer com que estas pessoas sejam fortes e determinadas, teremos no futuro um corpo de obreiros desnutridos. Cheio de pessoas que não suportam passar por lutas. Fico observando pessoas declarar que estão no vale e quando muito é uma valetinha, que dava para saltar, mas se amofinam com coisa pequenas, algumas não suportam e saem de fato da presença de Deus.
Se na primeira vez que disse  a Eliseu, fique aqui, ele tivesse ficado de bico, parado e não tivesse seguido  Elias, hoje conheceríamos outro profeta como sucessor dele. Mas Eliseu seguiu, não dava confiança nem para quem profetizava o óbvio. E ele viu Elias ser tomado dele.
Não importa se você é Elias ou Eliseu, importa que você tem que prosseguir na sua estrada, Deus vai te guiar ao destino que deve chegar, mesmo que sem vitórias, sem grandes milagres, mas vai receber o que mais importa, a Coroa da vida.

Você está sendo preparado para o ministério, fique atento, uma hora seu líder vai ser levado ao céu e ou vai ser ungido  a algo mais alto e se você estiver pronto, é o próximo da fila.
Se você é o Elias desta relação, saiba que seu trabalho está apenas começando, seu Eliseu esta sendo gerado e quem vai levantar ele sob a mesma unção é você.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Davi e Golias - Desmistificando o gigante

 
Golias (em hebraico, גָּלְיָת) significado de seu nome: passagem, mudança, exílio, transmigração.

1 Samuel 17

Rejeite Palavras que Castrem seu Ideal

Diz a Bíblia que " Saul, porém, e os homens de Israel se ajuntaram e acamparam no vale de Elá, e ordenaram a batalha contra os filisteus", afinal o rei do povo de Deus, homem experiente em guerras agora,  era homem de armas.
Saul e o povo de Deus estava con fiante. Estando com o vale entre eles, ambos exercítos, estavam em montes diferentes, mas frente a frente(3).

De início, Saul estava confiante e o povo também ,um líder animada aumenta o nível de confiança de seus liderados.

Tudo isto até o versículo 4 que diz: " Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo". A armadura do homem era assutadora, o homem era assustador.

Quando o gigante é uma palavra apenas

E ali começou a afrontar a  Israel. Agora o povo de Deus se atemoriza. Ter um confronto entre os campeões dos exercítos, dizem, era um costume da época. O que vencesse trazia consigo a vitória para seu povo e isto parece menos sangrento, embora eu não acredite que homens bárbaros se importe tanto com o fato de derramar ou não o sangue humano. Estão hoje, para provar minha teoria, as torcidas organizadas - que ordem absurda - que se enfrentam pelas avenidas do mundo, em embates que acabam com mortes, mutilações absurdas.
E foi isto que foi sugerido pelo exército da Filistia. Eles estavam contando com a força do gigante que lhes representaria neste embate.
Em Israel não tinha um soldado com as mesmas proporções físicas de Golias, do gigante filisteu. O que mais atemorizava o povo israelita era as palavras de afronta que eram lançadas contra eles.
Em geral, isto acontece em todo tempo e lugar, as pessoas se permitem ser derrotadass pelas palavras alheias. Não observam o seu próprio potencial.Não sabem utilizar estratégias.
O povo de Israel atemorizado frente ao filisteu, que por 40 dias jogava sobre eles todos impropérios, a situação emocional dos soldados de Saul era de terror e atemorizados não conseguiam planejar uma estratégia que possibilitasse a vitória.
Agora, a proposta do exercíto inimigo não era a melhor coisa a fazer, ninguém pensava em solução, só em se esconder do assustador filisteu.
Estavam tornando maior o inimigo, permitindo que ele abalasse a confiança de todos e ainda zombasse do Deus Altíssimo.
Constatemente o filisteu repetia a proposta: " Se o seu campeão puder pelejar comigo e matar-me, seremos vossos servos; porem, se eu prevalecer contra ele e o matar, então sereis nossos servos, e servirão a nos".E constantemente pedia por um homem, para pelejar. A situação só piorava, porque na verdade isto é fato. Se não resolvemos logo a questão ela se agiganta. Mas ali ela já começou gigante. Pior, repito aqui, não era o desanimo do povo, mas sim o do próprio rei - verso 11 - diz que ele desalentou seu coração, ou seja, perdeu toda a esperança.Esqueceu de todos os livramentos que Deus dera a seu povo, desde que eles eram uma pequena família de camponeses que foram habitar no Egito, fugindo da fome, sendo então alimentado pelo homem de confiça do rei daquela terra pagã.
Foi assim que Davi encontrou o povo.Desanimado, desesperançado, sem estratégia, sem forças
e cansados mentalmente de tanto ouvir os berros do gigante.
Quando Davi viu aquilo, não pode acreditar, vendo o grande exército do Senhor ser afrontado por um incircusciso. Davi ficou muito revoltado com aquilo. Aquele homem estava zombando do seu Deus. Estava fazendo do grande exército de Deus, motivo de chacota. Aquilo irritou profundamente Davi, que não era soldado, estava fora dos padrões físicos do povo de Israel, era um menino, foi assim que foi visto pelo próprio inimigo mais adiante.
Davi não ouviu a voz de seus irmãos que tentaram demove-lo da sua decisão, deixou as roupas de guerra do rei Saul de lado e de peito aberto, como um pastor apenas, pegou 5 pedras e com sua funda, lançou-se em direção ao inimigo.

Derrubando o pode da palavra com a  inesperada

Golias ficou irritado com a estratégia de Israel, um garoto para enfrenta-lo? Onde já se viu? Mas o menino não estava confiando em sua própria força, confia no Deus que já dera provas de estar do lado do povo de Israel.
Davi não permitiu que a razão destruísse sua fé. Simplesmente creu. Pegou a sua funda, colocou nela uma de suas 5 pedras e lançou no homem que  se permitia afrontar ao Senhor Jeová. Provavelmente você já ouviu falar o que vou dizer agora, mas Davi não chama em nenhum momento Golias pelo nome ou se atenta para o tamanho dele. Simplesmente o declara incircuciso. Isto queria dizer apenas que ele não estava preocupado com nada a não ser a sua fé. O povo de Israel respeitava esta tradição de circuncidar os meninos dias depois do nascimento, em uma prova de que respeitavam e esperavam na promessa de Abraão.
Assim que a pedra atingiu o alvo, o povo de Israel começou a festejar e os filisteus sairam em disparada. Não podemos deixar que as palavras alheias nos afste principalmente de Deus. Nossos objetivos só podem ser alcançados se fizermos a nossa parte, se não aceitarmos que o desanimo e a falta de fé dos outros atrapalhem a realização destes.
As palavras do filisteu e o medo do rei Saul, limitaram a visão do general do exército de Israel e de seus soldados aquele vale.
Você precisa aprender a ver o que há além do vale. Não aceite que palavras crastem seus sonhos. Agarre-se a seus sonhos como a uma tábua de salvação no mar e tenha certeza que nada nem ninguém pode destruir seus sonhos, se você não deixar.
Pode ser apenas que à sua mão só apareçam 5 pedras, mas lembre-se que Davi só usou uma.
 Pense nisto e coloque me prática na sua vida.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Quando Deus intervem no deserto de sua vida






Moisés - sendo preparado no deserto

Pastor Sergio Carlos da Silveira
Exodo 20- 11 ao 15


  • Moisés perdeu tudo - Moisés era Princípe no Egíto. Filho adotivo da filha de faraó, autoridade maior daquele país, Moisés um dia, ao passear pelos arredores do  Palácio teve uma experiência amarga. Ali, frente a seus olhos, um egípcio espancava um hebreu.
Moisés, em defesa do hebreu, entrou em luta e acabou por dar cabo da vida do egípcio e enterrou seu corpo na areia. Sua proeza foi testemunhada de longe por um hebreu, que ao brigar com outro hebreu, sendo admoestado, lançou em rosto de Moisés a façanha do dia anterior.

Moisés atemorizado fugiu da presença de faraó e acabou indo em direção  ao deserto.
  • Deus se revela nas coisas simples.
 Moisés seguiu pelo deserto e acabou por se tornar pastor das ovelhas de seu sogro Jetro. Ali, ao levar o rebanho pelo campo avistou o fogo em uma sarça. Um fogo que não se apagava. Curioso ele se aproximou da sarça. foi um encontro memorável. O Senhor se revelou a Moisés e ali Deus entrega na mão de Moisés uma obra maior que ele.

Era Deus intervindo no deserto de Moisés...

  • Moisés se tornou o centro da vontade de Deus.
Muitas vezes estamos pedindo a Deus para estarmos no centro da sua vontade. Moisés, no entanto, fez melhor que nós, ele tormou-se o centro da vontade Deus. Tanto que em certa ocasião Deus disse que iria destruir o povo hebreu, por causa da desobediêncis deste e Moisés disse ao Senhor que riscasse seu nome do Livro da vida:Exodo 32-32 e 33  Agora, pois, perdoa o seu pecado, se não risca-me, peço-te, do teu livro, que tens escrito Ele, Moisés, só disse estas palavras porque entendia o Projeto de Deus, as promessas feita a seus ancestrais era um copromisso do Senhor. Ele tinha tanta comunhão com Deus que tomava como seu, este compromisso.

  • Moisés tinha um projeto que só Deus podia realizar. Moises antes já se preocupara com o bem estar de seu povo, mas se ele no Palácio não podia  fazer nada, imagine longe, sem a identidade anterior. Ele se via limitado aquele rebanho e pasto.Fazer algo por seu povo já passara pela cabeça dele, mas nunca na dimensão que Deus estava  lhe mostrando.

  • Meus sonhos, irmãos, são maiores que a minha vida e quando eu morrer sei que eles vão continuar. É nisto que penso, é nisto que preciso pensar. E um sonho grande assim envolve percas, envolve escolhas difíceis de fazer, escolhe abrir mão de sonhos paralelos. Envolve abrir mão do que se quer agora, para obter um premio maior, chegar ao objetivo desejado.

  • Tem uma pergunta que você deve se fazer e é uma pergunta que me faço sempre: Deus, será que estou cumprindo o teu mandado? Esta é minha maior angústia e deveria ser a sua.
  • Deus muitas vezes fala e você se esconde, por isso muitas vezes se torna um crente frustrado. Você precisa dar mostra de que entende e ouve o Senhor. Caso contrário ficara sempre limitado, castrado, sentindo-se um eterno frustrado.

  • Muitas vezes dizemos que amamos a Jesus, mas no fundo, amamos o mundo. Não estamos  preocupados e manter nosso caminho, seguir adiante,abrimos mão de nosso compromisso com o Senhor,pois estamos olhando para um lado e outro. Moisés tirou as sandálias e falou com o Senhor e nós não tiramos nem nosso orgulho, entramos na presença de salto alto, não há o que nos faça humildes. Estamos nos envolvendo com o que perece, e esquecemos do principal: Jesus é o maior tesouro.


***************************************
A Sarça ("Seneh" em hebraico, origem do topônimo "Sinai") é uma planta espinhosa da família das fabáceas, gênero Acácia, o mesmo das árvores conhecidas genericamente no Brasil pelo vernáculo "Jurema" . Esta árvore, também conhecida pelo nome de "Shittim", é citada na Bíblia várias vezes. Mais especificamente chama-se de "ardente" a Sarça quando parasitada pela planta Loranthus acaciae, cujos frutos e inflorescências avermelhados dão, de longe, a impressão de chamas sobre a Sarça.

 

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Neemias - um exemplo de comunhão e entrega

Neemias e a reconstrução dos muros


Neemias capítulo 1

           Neemias vivia em Susã, como copeiro do rei Atarxerxes, também conhecido por Xerxes,  (Artaxerxes Longimanus),por causa das diversas traduções feita dos escritos históricos e bíblicos da época.Neemias  em hebraico: נְחֶמְיָה,  Nəḥemya,ou Nəḥemyāh, /ˌniəˈmaɪə/.
           Significado do seu nome: "conforto de (ou "confortado por") Deus (YHWH)") .Era filho de Hacalias (Neemias 2-3), atribui-se que pertencia à Tribo de Judá.

                   Hanani, irmão de Neemais, trouxe-lhe uma notícia triste sobre seu povo e sua cidade. O coração de Neemias se entristeceu muito e ele foi orar ao Senhor. Naquela época as rainhas nao eram acostumadas  a participar das decisões comuns no reino, mas no dia que Neemias foi falar ao rei, ela estava presente (2-6). O problema de Neemias se tornou algo importante, um problema do governo, questão de política interna.
                 Antes de ir ao rei, Neemias, orou,chorou, jejuou,pediu perdão por si e pelos outros, se humilhou na presença de Deus.

                Deus era com ele

                Neemias recebeu todo o amparo do rei, para, através das cartas, reconstruir os muros de Jerusalém, sua pátria.
                Trazendo pra os dias atuais, Deus nos reanima, também temos as cartas. Deus confiou a Neemias a construção, e confia hoje em nós para levantar os muros e edificar a cidade.
                Assim como Deus foi com Neemias, Ele será conosco.


               Movendo vidas

               Antes de iniciar a obra, ante de ir ao rei, Neemias humilhou-se diante do Senhor - orou, jejuou e chorou - moveu vidas porque colocou vida nas mãos de Deus
              Neemias moveu vidas ao favor de seu objetivo, tornou a reconstrução dos muros de interesse daquelas pessoas que dantes estavam amedrontadas, vivendo na miséria e sem esperança.
             Só que entre este povo também tinha os que queriam atrapalhar (4-11). Isto também acontece  em nosso tempo, no meio dos que estão trabalhando tem sempre alguém preocupado em destruir a obra, de impedir.
            
             Trabalhando e Vigiando

             O povo que estava levantando os muros e tapando as brechas, estva também alerta. Com uma mão trabalhava e na outra levava suas armas,porque sabia do projeto dos inimigos que diziam (4-11) entre si: Nada saberão nem verão, até que entremos no meio deles, e os matemos, e façamos cessar a obra". Ali tinha sempre alguém empenhado em fazer cessar a obra.
           Neemias, no entanto colocara ali vigias, pois sabia que Sambalate e Tobias - que eram do meio dos hebreus - e os arábios, o amonitas e os asdoditasestavam irados contra este trabalho (4-7), por irto ele determino que houvesse no meio do povo, homens separados como vigias.
            Esta é uma grande lição: Devemos vigiar.

          Muros restaurados, a vitória enfim

          Neemias se colocou debaixo da vontade do Senhor  e então Deus se manifestou em sua vida. Trazendo para os dias de hoje, o senhor espera que estejamos no centro da sua vontade.
          Deus não coloca sobre nós, aquilo que não conseguimos suportar. Ele conhece nossas limitações
melhor que nós. Deus sabia que podia contar com Neemias e espera poder contar conosco.
          Depois da vitória, muros restaurados, o povo se alegrou, como são por natureza festeiros, por certo os dias de alegria,festas e danças se estenderam bem.

          A vontade de Deus

          Se estamos debaixo da vontade de Deus, Ele vai agir. Nosso problema hoje é a falta de compromisso, assim o inimigo aproeveita  as brechas que ainda estamos fechando para tentar destruir toda  a nossa obra.
         Aquele povo vigiou, orou, trabalhou e obteve resultado.
         O Senhor está interesado em quem se sente fraco, porque Ele nos dá força. Veja, o povo, mesmo fraco, esforçou-se e conseguiu concluir a obra

         Perserverança

         Deus não nos quer parados. Ele quer que nos reanimemos e façamos a obra que Ele colocou em nossas mãos.
         Neemias soube a quem expor sua preocupação. Ao mostrar sua fraqueza ao rei, ele encontrou o apoio necessário.
  •           Neemias, você está triste? Está doente?
  •           Não rei, estou preocupado com  a obra.
         E o rei determinou que ele fosse e reconstruísse tudo, voltando ao terminar.
         Neemias pediu ajuda do povoe assim nos ensinou que não devemos trabalhar sozinhos.
         Então aprenda:
         Não trabalhe sozinho!



      

No deserto: A intimidade com Deus - Oséias 2-14



Profeta que não tem medo de falar, passa no deserto cantando
Era quase meia noite, estando Paulo na prisão, preso junto a Silas,mas eles cantavam e o Senhor se fez presente naquele lougar.
José, memso na prisão não deixava de acreditar em seus sonhos: Copeiro, lá fora, não se esqueça de mim.
Paulo foi apedrejado e jogado fora de uma cidade por julgarem-no morto.
Jó perdeu tudo, mas não deixou de cre.
Jesus foi levado a cruz, em grande sofrimento.

E tem gente que acredita que quem sofre está errado? Que Deus não é por ele?
Conheci um pastor, Fabio Danilo,  muito bem humorado, que tem uma definição bacana para este pregadores que vivem de profetizar chaves: profeta chaveiro.
É tanta chave que se abrisse uma empresa especifíca, quebrava a Papaiz, Pado e outras do gênero.
Estamos precisando de profetas como os da antiguidade, homens compromissados com o Evangelho da Verdade. Afinal Jesus disse: "Eu sou o Caminho, a VERDADE e a vida". Os profetas que vieram antes de nós eram homens compromissados com o Deus a uem servia e não com os homens que os cercavam. Profeta na Bíblia só combatia pecado e entregava o que Deus mandava,se Deus mandavafalar de benção falava benção, se fosse cajado, entregavam o cajado: Ezequias arruma a casa porque vai morrer - disse Isaias ao rei de Israel. Acabe nao vai chover - disse Elias a outro rei, este um fascínora, assassino, invejoso e idolatra.
Samuel quando desceu a cidade de Jessé para ungir Davi, perguntaram para ele: É de paz sua vinda. Isto porque? Pelo medo que as pessoas dali tinham dos profetas. Não adianta mudar o foco desta Palavra, querer dizer qualquer outra coisa sobre esta pergunta feita por Jessé é desconhecer quem de fato era o Profeta e Sacerdote Samuel.
Esta pergunta foi feita extamente porque Jessé conhecia Samuel, sabia que já havia dado um cajado em Saul, quando o rei desobedeceu a ordem de Deus e levantou o sacrifício: Saul o que fizeste, tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrificios em que se obedeça a Sua voz (...) o obedecer é melhor que sacrificar. Este mesmo Samuel ja havia matado um rei com sua propria espada, também em uma desobediência de Saul.
O povo temia Samuel porque sabia que qualquer coisa que Deus dissesse a ele, Samuel não exitaria em fazer.
Sabiam que sua comunhao com Deus era inquestionável, se ele entrasse na cidade para dizer que iria haver guerra todos estariam perdidos. Sabiam que era Deus quem falava através da vida de Samuel. Daí a razão da pergunta: "Samuel, é de paz sua vinda?"
Os pregadores da atualidade - os chaveiros - porque não sabem o poder de dizer a Palavra da verdade saem por ai pregando mentiras, usando o púlpito para alimentar o ego alheio com todas as promessas, que em sua maioria não se cumprirão. Milagre em sua essência é por si só raro. Deus esta presente nas pequenas coisas, no nosso cotidiano. Hoje profeta prefere ser chaveiro, dado a posição comoda, é mais fácil e mais bonito,mantêm-se em evidência.
Falar a verdade gera consequências radicais, e poucos são os que querem te-las sobre si. Quem é que está disposto a ir a cova dos leões, a fornalha de fogo ardente, ninguém suporta a idéia de viver cativo como Ezequiel, ninguém quer sofrer perseguição por falar a verdade, ser lançado no poço como Jeremais?
 Assim fica mais fácil criar fábula e ficar dizendo que as chaves estão caindo do céu como chuvas.
Sabe qual o resultado disto? O que eles estão gerando?
Estão criando uma geração de crentes depressivos, que não suportam passar por provações, que vivem tentando colocar Jesus contra a parede com suas mesquinharias.
Sou testemunha viva de que estamos vivendo esta época, da geração depressiva.Um dia uma pessoa me disse que Deus não era na minha vida, porque me acidentei, porque, segundo a pessoa, meu deserto era longo. Ou Deus não estava comigo ou eu tinha pecados escondidos.
Pergunto-me, quando ouço um destas aberrações este povo não lê a Bíblia?
Elias foi viver num deserto, foi alimentado por anjos, viúva e corvoa - não necessariamente nesta ordem,mas desta foma. Ezequiel viveu em comunhão com Deus, mesmo vivendo no cativeiro, Daniel, um nobre, foi levado cativo a Babilônia e lá viveu todos os dias de sua vida, como eunuco, não tinha direito nem de ter um lar, sua semente acabou-se,as seu nome permanece, Jeremias sofreu, apanhou, recebeu afrontas.
Em Oseias 2-14 esta escrito que Deus nos leva para o deserto para falar conosco.Isto porque em nosso dia a dia acabamos sim afastados de Deus. Mesmo que não sejamos engolidos pelas trivialidades humanas, perdemos o foco em nosso ministério pessoal, vamos acumulando tarefas e quando percebemos estamos  sim, desfocados. 
Então Deus nos permite visitar o vale, conhcecer
desertos, onde às vezes, até as miragens não nos
aliviam a sede.


No deserto ou você fala com Deus, ou com os cactos da estrada empoeirada, com corvos que voam esperando o próximo corpo que vai cair para alimenta-lo, ou, no Brasil, com o grande e magnífico  mandacaru.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Acepção de Pessoas, Bullying e Deus - Quando a noite acaba...

Acepção de Pessoas

           Deus criou todas as pessoas. Fez com que as pessoas fossem iguais a si.Tanto que ele disse "Façamos o homem a nossa imagem e semelhança" (Gênesis 1-26). Sendo assim, sendo todos iguais, por que muitos homens matam uns aos outros pelas suas diferenças? Diferenças de opinião, de religião, de pensamentos políticos ou de cor da pele.
         Hoje as pessoas falam de Bullying em todas as conversas e em todos os lugares e o assunto já desfila em alguns sermões. No entanto o que podemos falar sobre o assunto, nós, os cristãos? Bem, este é um problema conhecido pelos cristãos por anos, embora hoje seja moda ser gospel, como já dito em mensagem de nosso Pastor,  aqui postada.

Atos 10 - 34 - Então falou Pedro dizendo: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas; pelo contrário, em qualquer nação, aquele que o teme e faz o que é justo lhe é aceitável.

         Jesus curou a diversas pessoas, de diversas nacionalidades, pelo que nos conta a Bíblia, existem passagens muito bonitas e interessantes sobre isto.
        Quem faz acepção de pessoas são as pessoas, mesmo as que aconteceram e foram relatadas pela própria Bíblia.
  • Jonas - resistiu pregar em Nínive. Ele sabia que Deus em sua misericórdia, salvaria o povo daquela nação estrangeira. Preferiu fugir, embarcando em um návio que ia em outra direção. Ele admite depois (4-11), que fugira por saber que ele diria que o povo seria destruído, mas este não seria, pois Deus faria algo diferente se o povo se arrependesse. E foi isto que aconteceu.
  • Pedro, quando enviado à casa de Cornélio, só foi porque o Senhor o comunicara em sonhos. O povo de então  considerava os romanos e demais povos, imundos.
      Já Deus não faz acepção, Ele salvou e fez grandes coisas a favor de estrangeiros:
  • Tamar, uma cananéia, foi agraciada em dar continuidade da nação de  Israel, ao forçar de forma inteligente, um meio de ter um filho (Gênesis 38). 
  • Raabe, uma estrangeira, ao defender os espias de Israel, recebeu de Josué o benefício de viver entre o povo. Ela conseguiu ali direitos iguais aquele povo, e tanto que ela desfila na Genealogia de Jesus, ela foi mãe de Boaz (S.Mateus 1-5)
  • Rute, uma moabita, também alcançou descanso e guarida em Israel, depois de casar-se com Boaz. Também passou a fazer parte da Genealogia de nosso Senhor.
  • E muitos outros personagens bíblicos estão relacionadas a situações desagradáveis. Bateseba, que adulterou com Davi, em uma época em que alguns povos apedrejavam pessoas que faziam estas práticas, fez parte da Genealogia de Jesus, Antes, Jetro, o sogro de Moisés, aconselhou-lhe e foi honrado com a obediência deste e etc.
        Deus não  faz acepção de pessoas. Que fique claro isto. São os homens que agem assim. Muitas pessoas dizem que Deus apoia estas práticas. já que ensinou a seu povo a evitar casamento com pessoas de outras nacionalidades, a seguir algumas pessoas. Sim, porque as pessoas que gostam de criticar a Deus, conhecem bem a Bíblia, conhecem melhor que muitos cristaos. O diabo antes disto já tentou demover o Senhor Jesus de seu ministério usando a Palavra, quando da tentação no deserto.
        Hoje, as pessoas usam a Bíblia para combater a Bíblia, utilizando versículos, vão contra o Senhor Deus.
         Ora, um pai aconselhar a um filho a evitar o mal é fazer  acepção de pessoas? Claro que não. Os antigos usam um adágio que serve a esta situação: "Quem se junta com porcos, farelo come". Não precisamos então ir à Bíblia para ensinar nossos filhos a não andar em companhias duvidosas.
       Aconselhar as pessoas a tomarem cuidado com suas amizades não é fazer acepão de pessoas e não é também incentivar um crime tão ridículo como o Bullying.
      Precisamos conhecer a Palavra de Deus, para não sermos enganados pelas astúcias ardilosas do diabo e das pessos que se apresentam prontas a "defender a família". Não é necessário entraremos em discussões que não levarão a nada, mas termos embasamento bíblico faz com que a nossa própria fé não seja abalada, já que muitos estão tentando provar suas teorias utilizando a Bíblia para pautar suas opiniões.
     A ignorância é como a noite sem estrelas, faz os desatentos tropeçarem.
    Leiam este texto judeu que achei aqui e ilustra bem esta mensagem:


Um rabino reuniu seus alunos, e perguntou:

- Como é que sabemos o exato momento em que a noite acaba e o dia começa?

- Quando, à distância, somos capazes de distinguir uma ovelha de um cachorro – disse um menino.

O rabino não ficou contente com a resposta.

- Na verdade – disse outro aluno – sabemos que já é dia quando podemos distinguir, à distância, uma oliveira de uma figueira.

- Não é uma boa definição.

-Qual é a resposta, então? – perguntaram os garotos.

E o rabino disse:

- Quando um estrangeiro se aproxima, e nós o confundimos com o nosso irmão, este é o momento em que a noite acaba e o dia começa.”


domingo, 24 de julho de 2011

Salmo 121 - Um guarda que conta o tempo

Salmo 121 - nosso Guarda Fiel
Pastor Sergio Carlos da Silveira

[cântico dos degraus]
 Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro.

O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra.

Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.

Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.

O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita.

O sol não te molestará de dia nem a lua de noite.

O SENHOR te guardará de todo o mal; guardará a tua alma.

O SENHOR guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.


Tens um guarda maravilhoso.
O guarda de Israel, que nunca dorme em serviço e que prova sua presença, sempre que percebe que as coisas não serão como as que planejamos.
Um guarda que pensa em ti, todos os momentos e te faz andar em segurança, mesmo quando no vale da sombra e da morte.
Um dia, Ele prometeu, através do profeta, que não te deixaria e que seria contigo sempre.

Para sentir sua presença, você não precisar ser santo, você precisar querer ser santificado.

Ele nunca te esquece, pois vê duas mãos furadas que provam que você existe e que tem alguém que te ama muito, a ponto de se sacrificar por você:Ele

Este guarda fiel, nunca vai te deixar.
Creia!
Se passares pelo fogo, fores à fornalha, se as águas te assombrarem, se a noite for a mais escura e se ao fim do túnel não houver luz, Ele jamais te deixará, pois suas palavras para você são: Eu sou a Luz do mundo, quem, me segue nunca andará em trevas.
Não desista e saiba, que Ele conta o tempo de sua caminhada e sofrimento como constância , como contou os 38 anos a beira de Betesda, o tanque da misericórdia, mesmo que o anjo não apareça para movimentar as águas e, mesmo que ninguém te apóie e te leve  as mesmas, quando forem agitadas, Ele apenas te dirá: Vai, a tua fé te salvou.
Não desista, nunca, parar de crer é desejar voltar ao final da fila, e você não quer andar tudo de novo, creio que tem pressa da vitória.
Nem sempre é o tempo de Deus que é longo, e sim, nossa ansiedade que é gigante.
Assegure – se que quando Ele te perguntar quanto tempo você sofre, possa dizer que é pouco ou muito, mas que em nenhum momento, por maiores que tenham sido as provações, você deixou de crer.
Só o teu Guarda Fiel, pode garantir que ao fim da jornada, encontrarás a vitória.

sábado, 23 de julho de 2011

A vara de Arão...

Introdução
O Bordão de Arão, Que Floresceu

Segundo o escritor do livro de Hebreus 9:4 dizenciona haviam três coisas que estavam na arca da aliança no Velho Testamento.
  1. A urna de ouro contendo o maná serviu para relembrar o povo da providência de Deus durante a peregrinação no deserto.
  2.  As tábuas da aliança continham os primeiros dez mandamentos falados por Deus ao seu povo quando ele lhes apareceu no monte Sinai.
  3. E o bordão de Arão que floresceu.
  4. Então, qual o significado deste objeto? Ora, por algum motivo importante, Deus mandou que o cajado do primeiro sumo sacerdote de Israel fosse incluído entre as coisas sagradas na arca. Para entender esse motivo, devemos estudar a história daquele povo no deserto, na narrativa do livro de Números 17.

Se você observar essa mensagem verá que muitos estão fazendo exatamente isto, criando o espaço para que haja apenas mumurações e Deus não habita neste lugar...

         Israel constantemente, em sua História, se levantou contra seus líderes e governantes, foi contra os mandados de Deus e por muitas vezes acabou por trazer com isto, graves consequências para seu povo. Um povo nomade, que por 40 anos andou no deserto sobre as ordens de Moisés.
         No episódio da Vara de Arão, mais uma vez o povo, influenciado pela casa de Coré, levanta uma mumuração sobre a vida e escolha de Arão como Sacerdote em Israel.
         Direcionado por Deus, Moisés dirigi-se as 12 tribos com um plano para solucionar um problema emergencial.  Parte do povo pereceu, e gora Moisés estava preocupado em resolver a situação, sem desagradar ao Senhor.
         Assim, ele pediu que aquelas 12 tribos trouxessem-lhe 12 varas para serem apresentadas ao Senhor e aquela que florescesse faria calar todos murmuradores.
        O bordão é símbolo de autoridade.
        Como esta o seu bordão? Ele tem brotado, florescido e dado flores? O que tem feito com a autoridade que o Senhor lhe deu?
         Vida com Deus, em compromisso frutifica. Autoridade Arão ou como os demais?
       Toda esta confusão aconteceu pois  homens estavam desafiando e tocando, a responsabilidade de outrém. Ainda hoje muitos estão brincando com a responsabilidade colocada em suas mãos, mas se Deus chamarmos a existência e nós estivermos no ponto certo, o Senhor moverá o Céu e por certo trará à vida o nosso bordão e ele florescera,frutificará e dará frutos. E aqueles que murmuravam poderão nem estarem aqui para contemplarem a glória do Senho sobre nossas vidas.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Valorizando mais os porcos - Quando o material se torna mais importante que o espiritual

Antes de começarmos, pense nisto:
Você é responsável por suas opções e escolhas. Assim, cuidado com suas opções. Porque quando você escolhe entre a vida humana e os valores materiais e quem ganha é o segundo, você pode estar matando um grande evangelista.

Marcos 5

              Uma situação gritante nesta passagem bíblica é o momento que, depois de sair do homem até então possesso, os demonios se apossam de 2000 porcos e eles são lançados no despenhadeiro.
              Quando o Senhor se dirigiu àquela cidade, estava indo levar as boas novas para um único homem. Um homem que até então tinha sobre sua vida uma legião de demônios - legião era uma contagem referente a um comando de soldados romanos de 3 e 6 mil homens.
             Quando aqueles demônios disseram   que o Senhor estava perturbaando ele antes da hora, queriam dizer que Jesus estava molestando eles antes do fim de todas as coisas, afinal, não sendo ainda o tempo determinado, eles não poderiam ser condenados ao inferno, que é o destino de Satanás e seus anjos - Mateus 25-41 (Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;).
            Quando Jesus chegou a Gadara, na região de Israel, era um povo que negociava porcos.
            Quando Jesus foi expulso daquele lugar, aquelas pessoas estavam trocando uma boa ação pelo lucro que adquiriram pelo comércio dos suínos.
            Aquele homem perturbado,vivendo sem nenhum conforto, em uma situação degradante de miséria ficnaceira e moral, totalmente entregue as ações satânicas, vivendo sem auto-estima, sem aconchego familiar. Jesus foi aquela cidade para atender aquela vida e mudar a situação dele. Com isto, são levantadas aí algumas questões:
  • Jesus se preocupa com a família.
  • Jesus se preocupa com a libertação pessoal.
  • Jesus se preocupa com o conforto humano.
      Missionário em Casa  - Valorizando a Família

      Depois que ele foi liberto em sua individualidade, ao se sentir alcançado por tamanha compaixão, em agradecimento, aquele homem resolveu seguir Jesus.
      Sentindo em si um chamado para dar testemunho do que o Senhor fizera em sua vida, ele sentiu-se comissionado. Mas o Senhor o manda a ser missionário entre os seus. E ser missionário em casa é difícil.

    Aquele homem gostou tanto da  palavra, que evangelizou Decápolis.
    Ele voltou para seu povo, para fazer uma grande obra.
    Hoje é mais fácil pregar, as vidas estão preparadas pra ouvir o que Deus tem a falar.
    O povo ali valorizava os porcos, mas Jesus nem se importa. Jesus estava preocupado com aquele homem. Ele não queria nem  saber  qual o destino dos porcos.
   Para Jesus, o  mais importante é o homem, porque o Senhor, quando o criou, como colocou a mão na massa. Sendo de sua criação o mais importante, Ele não esta preocupado com que será deixado para trás, desde que o homem aceite o Evangelho e tenha sua vida  mudada.

    Como somos feitos por Deus, somos especiais.
    Aquele homem estava li, jogado, angustiado, ninguém podia mais fazer nad apor ele, mas Deus entra na vida dele, liberta e ainda faz dele um grande homem.
    Que possamo tomar cuidado, para que nossos interesses financeiros, pois nosso amor ao dinheiro pode sim destruir novos obreiros pra esta grande causa.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Elias - O Perseguidor de Israel...

Introdução
Diácono Carlos Alexandre

Elias, o Perturbador de Israel


              Diz a Bíblia que Elias tentou convencer Acabe e o resto do povo a se arrependerem, quando Deus parou as chuvas durante mais de três anos, mas eles continuaram a desafiar a vontade do Senhor. Finalmente, Elias saiu do esconderijo para falar com Acabe, obedecendo ao mandado do Senhor. Quando o rei viu Elias, perguntou: "És tu, ó perturbador de Israel?" Você precisa saber, pela resposta do profeta, que aqueles que pregam a verdade e corrigem o erro não são pertubadores da sociedade,  não importa o que digam todos os outros,mas o fato de dizer a verdade não trás prejuízos à Sociedade. A Sociedade tem por fonte dos problemas sociais o pecado, e aqueles que continuam no pecado contribuem para o sofrimento. Elias disse-o bem: "Eu não tenho perturbado a Israel, mas tu e a casa de teu pai, porque deixastes os mandamentos do Senhor e seguistes os baalins" (1 Reis 18:18).
              Elias, escondido nas Asas do Altíssimo
              De todos os profetas citados na Bíblia, Elias é aquele que mais chama a atenção.Falar dele abre questões para as quais não temos resposta. Não conhecemos sua biografia, mas através de sua vida, conhecemos sua atitude.
               Ele disse com toda a certeza, com extrema confiança: Não vai chover, sobre a minha palavra. E de fato não choveu por 3 longos anos.
               Elias é um exemplo da pessoa que tem intimidade com Deus e tem certeza disto.
               E veja, esta intimidade era tão real, que ninguém duvidou do  que ele disse,pelo contrário, certos de que aconteceria o que o profeta tinha dito, começaram a tentar algo para colocar por terra o que fora dito.
               E palavra de fé gerou um problema gigante para ele. O rei Acabe e sua mulher, Jezabel resolveram matar Elias. Acreditando que morrendo o profeta, morreria com ele o poder de sua palavra.
               Elias foi aconselhado pelo Senhor a sair da presença do rei.E deu-nos mais um exemplo, afinal ele foi perseguido,mas não tornou-se um fugitivo, afinal ele não saiu de Israel.
               Na verdade estava escondido debaixo das Asas do Altíssmo. Ali Deus estava poupando  a vida de Elias, pelo amor que tinha por este.
              E você tem que entender isto, que também em sua vida Deus está agindo assim, poupando sua vida pelo amor que Ele tem por ti e para manter seu ministério pessoal.
              Durante os anos da seca Jezabel e Acabe não acharam Elias, era o perseguidor indo atrás do perseguido. Mas ao fim do tempo determinado, agora Elias vai ao encontro deles, num movimento inverso e inesperado: Perseguido indo ao encontro do perseguidor, porém no momento da decisão.
             Elias agora vai por a prova a fé do povo agora afastado do projeto divino. No embate que haveria, deveria ser visto a diferença entre o que serve a Deus e o que não servem.

             Poder de Perssuasão

            Elias, com sua capacidade de convencimento e por sua autoridade espiritual, convenceu o povo a aceitar a que acontecesse o desafio. Depois das muitas horas de pedidos e sacrifícios feitos pelos profetas dos ídolos de Acabe, Elias, quem em todo tempo zombava dos seus movimentos vãos, levou o povo a fazer a escolha, ele convenceu o povo a fazer a opção pela resposta que ele, Elias queria.
           Elias agora, através da oração, faz o inacreditável. Ao preparar o holocausto ao Senhor, ele pediu que tanto o sacrifício, quanto todas as pedras que compunham o altar fossem encharcadas com água abundante e, mais até as saliênecias mais baixas, o rego  feito aos pés do altar, fossem cheias de água. Então ele fez a sua oração e o fogo desceu sobre o altar, lambendo toda a água e queimando o sacrifício.

          Depois da vitória, a solidão

         Quando acabou-se o desafio, agora de posse da resposta, Elias então sofre o peso de toda a situaço recém vivda. Sente-se solitário e neste momento pede para si a morte.
         Esta é mais uma lição para nós. Sim, uma prova de que Deus usa homens como você. Mas você tem que entender logo que Deus não te deixa sozinho, Ele está te aperfeiçoando na solidão.
         Deus te alimenta desde o Céu. Isto quer dizer que na fraqueza devemos buscar a Deus.
         E só há um Deus, não devemos nunca esquecer a quem servimos.
         Não desanime, afinal, você ainda tem que preparar um novo profeta.
         Não adianta querer morrer antes de terminar seu trabalho, a jornada é longa, mas só acaba quando Deus quer.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Querer a Deus mais que tudo - Investindo na Amizade com Deus


No dia do Amigo, que tal pensar em sua amizade com Deus. Como está seu relacionamento com Ele? Esta precisando investir um pouco mais nesta amizade? Se você acha que precisa ter maior comunhão com Deus, leia e pense na Ilustração abaixo:

O mestre levou seu discípulo para perto de um lago.

  • Hoje vou te ensinar o que significa a verdadeira devoção – disse.

Pediu ao discípulo que entrasse com ele no lago, e segurando a cabeça do rapaz, colocou-a debaixo d’água.

O primeiro minuto passou. No meio do segundo minuto o rapaz já se debatia com todas as forças para livrar-se das mãos do mestre, e poder voltar a superfície.

No final do segundo minuto o mestre soltou-o. O rapaz, com o coração disparado, levantou-se, ofegante.

  • O Senhor. Quis matar-me! – gritava.

O mestre esperou que ele se acalmasse e disse:

  • Não desejei matá-lo – porque se desejasse, você não estaria mais aqui. Queria apenas saber o que sentiu, enquanto estava debaixo d’água.

- Eu me senti morrendo! Tudo que desejava na vida era respirar um pouco de ar!

  • É exatamente isso. A verdadeira devoção só aparece quando só temos um desejo, e morreremos se não conseguirmos realizá-lo.”

Assim como a Ilustração, na verdade um Drasha Judaíco, deixa claro, quando o mestre ensina seu aluno sobre o que é a verdadeira devoção, viver um compromisso com Deus é vital.

Adicionar legenda
Você precisa querer de fato ter um relacionamento íntimo e sincero com Deus,Mas não um desejo simples, algo mais forte, algo como a diferença entre a vida e a morte. Você tem que querer mais que tudo, acima de tudo. Tem uma frase de um louvor - Trazendo a Arca, Correndo Para os teus Braços - que ilustra bem isto: Prefiro Tua presença mais que todos os bens Que Tu possas me dar.

Exatamente isto, entre ter comunhão com Deus e ter bençãos, você escolhe a primeira opção: Ter comunhão com Deus.

Davi deu-nos exemplo de comunhão com Deus e deu também uma esperança. Afinal, ele foi um homem segundo o coração de Deus, mas a Bíblia não esconde de nós que ele cometeu erros. Mas a maior lição que Davi nos deixa, é sua humildade. Ele fez orações de humilhação como poucos, como está registrado no Livro Poético dos Salmos.

E já que estamos falando de comunhão, veja o que ele diz no Salmo 63 - 3: “Porque a tua Graça é melhor que a vida” e ainda no Salmo 27- 4: “Uma coisa pedi ao Senhor e a buscarei: Que eu possa morar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do Senhor e aprender no seu templo”. Ai estão pelo menos duas provas de que Davi tinha interesse em viver em comunhão com Deus. E Deus via isto, pois deu testemunho de Davi, quando disse: "...Achei a Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade." (Atos 13:22.)

Lembro-me que quando era criança eu ouvia uma aberração sobre Deus querer o coração, as pessoas se acostumaram a dizer que Deus não era açougueiro, para querer apenas o coração e embora isto seja uma bobagem hoje, particularmente creio sim que Ele está sim interessado no coração, claro que no coração enaquanto mente, pois Jesus disse em João 4:23-24, que Deus está a procura de verdadeiros adoradores, aqueles que o adorem em espírito e em verdade.

E para adorarmos em verdade, devemos ter consciência real do que significa adorar assim. E nada mais é que adorar de forma clara, de estar determinado a ser este adorador procurado.

E o adorador que é procurado por Deus é aquele que quer declarar: A tua Graça me basta!

E diz isto, mesmo quando tudo parece difícil. Foi neste momento, na hora do espinho na carne, que Paulo recebeu esta lição do próprio Senhor, leia nas palavras do próprio apóstolo: "E disse-me (o Senhor): a minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco, então sou forte." (II Coríntios, 12 - 9 e 10).

Será que podemos dizer isto agora: A TUA GRAÇA ME BASTA?

Nossa oração deve ser apenas uma: Senhor, não retire de mim seu Espírito Santo. Devemos buscar ter comunhão com o Senhor e reconhecer nossas falhas, mas ao orarmos façamos como o Salmista que dizia: “Não me lances para fora de sua presença e nem retires de mim o seu Espírito Santo” Salmo 51-11.

Deseje o Senhor mais que tudo na sua vida!

terça-feira, 19 de julho de 2011

Por que você segue a Cristo?

Seguidor de Jesus Cristo - O que é seguir a Cristo?
Pastor Sergio Carlos da Silveira

Mateus 8-18
             Imagine Jesus como alguém diferente dos paradigmas europeus. Um Jesus negro - ou quase - cabeçudinho e pouco atraente.
             Você o seguiria?
             Imagine alguém sem teto, alguém que não tinha um se quer um lugar para pousar sua cabeça ao anoitecer?
            Você seguiria alguém assim?
            Você daria atenção a um homem cuja sua maior fama seja ser beberrão e comilão?
            Você seguiria um homem assim?
            Nesta passagem um escriba afirma que quer seguir Jesus.
            Outro quer antes de segui-lo enterrar seus mortos.

Seguir a Jesus sem perder o foco

           Quando Jesus seguiu para a cruz, seguiam-no muitas outras pessoas.Inclusive um homem que
estava passando por ali, o Cirineu - que cruzou o caminho de Jesus por acaso. Ele foi forçado a levar a cruz de nosso Senhor, foi constrangido pelos soldados que ainda chicoteavam Jesus.
           Também seguiam ao Senhor muitas mulheres. O Cirineu,Simão levando a cruz e seus seguidores murmurando.
           O borburinho no caminho da crucificação era:
  • Era um grande pregador,
  • Seria um ótimo governador.
  • E agora quem vai nos dar pão?
  • Quem vai curar lá em casa?
  • Justo em quem eu depositei a minha confiança.

           De todos os discípulos, João foi o único que ficou próximo de Jesus. Ele atravessou toda a multidão e foi ficar Maria e as outras mulheres.
           Os outros debandaram.
           Aquele que sabia quem era Jesus e que recebera esta confirmação pelo Espírito Santo no monte da Transfiguração. Quando questionado sobre quem era Jesus, Pedro respondeu que era o Nazareno Filho de Deus, mas 5 minutos depois lá estava ele dando lugar a satanás e tentando atrapalhar a obra da Redenção.

Porque você segue a Jesus

           Você seria capaz de descrever Jesus? Sabe como Ele é? Pergunte a si mesmo por que você segue Jesus? Por que motivo nos juntamos numa congregação para segui-lo?

           Para seguirmos a Jesus é necessário deixarmos nossos alaçios confortáveis.
  • Moisés, Príncipe no Egito - Deixou o Palácio e foi ser pastor de ovelha de seu sogro Jetro.Passoua defender a pior profissão da época. Cheirar a ovelha, ter carrapato, mas Deus tinha um projeto para Moisés.
  • Josué era um combatente valente, experimentado já nas  batalhas que se seguiram depois da saída do Egito. Depois da morte de Moisés ele foi obrigado abrir mão de sua vida, para tornar-se o novo guia de Israel. Chegou até dizer que não poderia comandar Israel, mas deixou sua zona de conforto e obedeceu.
  • Saulo de Tarso era quem comandava as mortes dos que seguiam ao Senhor Jesus. Em defesa de seu ponto de vista e religião decidia quem vivia e quem deixava de viver e, em determinada situação, a Bíblia firma que em anuência à morte de um dos primeiros mártires da Fé, ele ficou a cuidar das vestes daqueles que  apedrejavam Estevão. De bambambam, de líder, Saulo, agora Paulo, passa a ser perseguido, depois de ter um encontro com o Senhor (Atos 9-5), deu as costas para tudo o que acreditava e, ao seguir a Cristo passou de perseguidor à perseguido.
          Estamos buscando bençãos , mas se o Senhor me tirar da Zona de Conforto?
          Preciso de uma benção não vou desistir, sem ela eu não vou sair daqui, só saio quando oSenhor me tocar. E o pior, muitos realmente saem quando recebem o que veio buscar. Recebem a benção e abandonam o Senhor. Querem a benção, mas não querem compromisso com o dono da benção.
          Temos  a visão limitada, não vemos o que Ele realmente espera de nós. Estamos preocupados em receber de Deus apenas bens materiais, não que pobreza seja sinônimo de Salvação.Mas seguir a Jesus é ir muito além do que buscamos. Vivemos uma realidade diferente do que realmente importa. Somos o "Crente do eu Preciso". E se você perder tudo? E se as bençãos se forem? Se pela manhã você for ao enterro de sua esposa? Se todos os teus filhos morrerem? E se teus bens forem todos destruídos? Você vai permanecer seguindo?

         Perdemos o foco
   
         Perdemos o foco. Os discípulos e seguidores de Jesus desistiram ao saberem da cruz, mas nós não passamos a vida a questionar o Senhor.
        Quem é que não tem medo do desemprego? Do despejo? Somos crentes alienados. Se tenho benn, se sou abençoado, Deus é comigo. Se não possuo nada, se sou rpovado, é porque Deus não é comigo. Isto é a maior prova de que perdemos a razão verdadeira de seguir ao Senhor. Muitos não aceitam ser provados pois estão preocupados com oque os outros pensam sobre seu compromisso com Deus. Tememos que outros vejam nossa situação e se perguntem se Deus está ou não comigo.
       Você temorado pelo seu lugar no Céu? Tem se preocupado com isto? Ou suas orações são sempre por bençãos?
       Quando começou a via dolorosa do Senhor, quando surgiu a cruz, muitos de seus discípulos debandaram, uns seguiram pelo caminho que os distanciavam do cenário de dor, optando por irem para Emaús, outros se esconderam. Todos se atemorizaram.
       Os que seguiam para Emaús, seguiam questionando, encontraram com o Redentor, falaram com Ele sobre suas frustações, falando do Redentor, para o Redentor, sem reconhecerem na cruz a Obra da Redenção e sem reconhecer o Mestre que caminhava com eles pelo caminho.
      Quando me encontrei com Ele e fui alcançado por sua Graça, comecei a ouvir o tilintar do Espírito Santo. Agora posso perder tudo, mas se ouo o tilintar do Espírito Santo, permaneço firme, continuo seguindo ao Senhor.

     Qual é o seu maior projeto? - Seguir ao Senhor!

     Hoje - domingo - era um dia para nos reunir-mos em memória do Senhor, sentarmos à mesa da Santa Ceia, cantarmos louvores de adoração, engrandecermos a Deus pelo que Ele é e não pelo que Ele dá.
     E se alguém comprovasse que Jesus é um Mito?
     Você faria como os discípulos de então. Você também questionaria: Logo agora que recei uma promessa de emprego? Justo agora que estava esperando uma benção especial? Você também cobraria as promessas como eles fizeram?
      Você já orou sem pedir?
      Culto de crente era para ser de louvor apenas.Era para entoarmos louvorressem pregação para te animar ao final. Ao final, depois de uma oração de agradecimento, iríamos para nossas casa para uma nova semana de vitórias e não esperando por mais lutas. Nosso prazer deveria ser estar na Casa de Deus, apenas isto.
     É meu compromisso com Ele que me faz crer que mesmo que a areia se mova debaixo de meus pés, mesmo que eu antes nunca tenha visto seu rosto, Ele vai e erguer com suas poderosas mãos.
     Infelizmente pregar sobre compromisso com Deus não enche Igreja, as pessoas estão dispostas nem que seja a pagar pela esperança da vitória.
     Realmente, Deus está preocupado com o que você entrega no altar,  mas esta entrega está relacionada com sua sinceridade, seu compromisso espiritual com Ele, não é nada de valor monetário. É sua fé.
     É reconhecer que seu amor nos acançou onde ninguém podia chegar, é reconhecer que Ele nos amou até onde nunca fomos amados'.
     Seja fiel de coração Basta ter uma vida com Deus. A presença do Senhor é auto-suficiente.
     Seguir a Jesus , mesmo sendo pobre,mesmo se Ele não tivesse um lugar para pousar a cabeça. Estamos fugindo da maior verdade do Evangelho: Nosso maior projeto deve ser o de servir ao Senhor.
    
Agora quanto a sair só quando Ele te tocar, seja diferente.Pense: Quando Ele me tocar, ai que não saio.

          E não se esqueça o Reino do Céu não é uma compensação pelo fracasso na Terra!

      Precisamos ter prazer em nosso compromisso com Jesus. Cristo não te castra. Você precisa fazer suas escolhas baseado na sinceridade de seu propósito com Ele.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ser Mulher - uma Tarefa maravilhosa - uma caminho difícil

Discrição e Sabedoria


'Enganosa é a graça, e, vã a formosura,mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada."

Quando a Palavra de Deus entra em nossas vidas e faz morada em nossos corações, todo o mais fica em segundo plano. O exterior, apesar de principalmente para a mulher ser importante, a vaidade e o conforto, deixam de ser prioridade.
Na verdade tudo o mais, a mulher que conhece a Deus e tem uma experiência de vida com Ele, sabe o momento de falar e calar. E não só nas situações diversas, mas em suas relações pessoais, com os filhos, com o esposo.
A mulher que conhece ao Senhor, sabe se portar com dignidade em diversas situações, sabe  ser doce, sem ser cansativa, mansa, sem perder sua força,. Sabe agradar ao Senhor em todas as suas atitudes. É uma mulher que sabe expressar amor em suas palavras e foge da amargura.
Ser mulher na Sociedade atual é uma tarefa bastante difícil, pois a mulher está inserida no Mercado de Trabalho, e, muits vezes tem mais que dupla jornada, pois em alguns casos, as mulheres além de cuidar da casa e dar conta do trabalho, ainda tem alguma outra atividade da qual não pode abrir mão.
Por causa disto, mutas vezes ela vai acabar abrindo mão de algo importante.
Neste processo,acaba por abrir mão de algo que seria importante. Primeiro perde a comunhão com Deus, por falta de investimento. afinal, Deus é compreensivo, entende nossas  fraquezas.

Depois quem perde é a relação  homem/mulher, agora o casamento vai fracassar, por que no princípio o conjuge vai entender que a casa, os filhos, os sonhos que tem juntos são importantes  e por certo algo realmente seria deixado de lado, ou mudado de sequência na Escala de Prioridades.
Muitos esquecem-se que ao casarem-se estavam seguindo esta orientação:“Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne” (Efésios 5:31).E se são um só, toda e qualquer ruptura atingirá a ambos.
Quando a escala de Prioridade é remodelada para adequar-se à situação que estão vivendo, é normal pensarem: Era de se esperar.. Mas o que as pessoas geralmente esquecem é que:

  • O lar começa com dois, marido e mulher - Hoje a Sociedade mudou tanto que muitas vezes os casamentos já iniciam-se formados. Quase que primeiro vem os filhos. E muitos csamentos acontecem porque eles chegaram, mas memso assim, ainda é válido o princípio de quie o lar começa com os dois: Homem e Mulher.
  • Os filhos crescem e se vão- Os filhos chegam e com eles todo um trabalho de criar,educar, dar segurança, dar conforto, fazer dormir, dar assitência emocional e muitas outras necessidades que um ser em desenvolvimento precisa. Neste período, geralmente as mulheres deixam de sr esposas e passam a ser mãe em tempo integral. Um erro que pode não ter mais volta.Os filhos crescem e vão viver suas vidas e vocês ficam sós. Aí sim, enfim sós!
  • Deixar de investir em sentimento, vai esfriar a relação - Quando a genmte para de cuidar de uma planta, ela vai definhar e  morrer. A diferença  vai ser apenas o tempo que decorrerá para isto, vai depender da espécie da árvore.Assim é a relação humana, dependendo de um e de outro, o casamento pode demorar para esfriar, ou pode acbar logo. Simplesmente porque você não lembra de investir em sentimento. Em amor, carinho, diálogo.Você tem que reservar momentos para estar juntos, conversar, sem ser sobre os filhos, mas sobre vocês..
  • Se a relação acabar, de que adianta o que você perdeu de viver,enquanto lutava para realizar os sonhos que tinham à dois? - Muitas pessoas passam anos construindo umImpério para dar conforto à família,mas durante o processo acaba o casamento, vem a separação, filhos de um lado para outro e aquela sensação de fracasso que a pessoa não sabe como adminstrar.não percebe que aquela frustração se deu em decorrência da interrupção dos seus sonhos.
  • Depois que os filhos se vão, voltam a ser dois - se você não investiu no processo de crescimento da relação, você vaia cabr olhando para o outro e pensar: Não foi com esta pessoa que me casei. 

Todas estas  situações só comprovarão que deixamos de  lutar para sermos apenas mulher. De querer viver uma vida sem tantos obstáculos, sem tantas palavras vãs, sem tantos atritos, sem tanta indiferença.
A mulher cristã tem uma vantagem nestas situações todas, afinal através da Palavra de Deus  ela pode aprender a exercer a Mordomia de seu lar e, ao ver seu lar como algo para adminstrar em nome do Senhor, ela poderá melhorar sua relação através do diálogo.A Bíblia está cheia de conselhos para que a vida à dois seja uma benção. Há conselhos para ambos observam estes ensinamentos, tudo será melhor.


A própria Bíblia ensina que todo o reino dividido em si mesmo não subsistirá.(Mateus 12-26). E sendo o casamento o seu reino, o casal pode lutar para mante-lo vivo, aceso. 


 ********************************
*****************
*******



Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter