Translate / Traduza

sábado, 29 de agosto de 2015

Voltando ao Começo

Voltando ao Começo




             "Onde quer que entrardes numa casa, dizei primeiro: 'Haja paz nesta casa.              Lucas 10: 5
                     Reinicio o meu Ministério, só que agora aqui em Mogi Guaçu. Digo reinicio não por ter parado algum dia. Louvo a Deus por não ter deixado de caminhar  e de fazer sua Obra, desde o dia em que Ele me aceitou por filho, mesmo eu sendo um pecador. Digo reiniciar, pois aqui meu trabalho ministerial  consiste em fazer Culto nos Lares e foi assim que comecei minha caminhada pastoral. Meu pedido a Deus, hoje, não é que este trabalho seja um sucesso, é que a posição que estou nunca seja motivo que me impeça de ir de casa em casa falando do   Amor de Deus.
                   Penso sempre sobre isso, sobre a possibilidade de jamais perder minha sensibilidade em entender que Jesus exercia um Ministério Pessoal, e, através deste,  Ele fazia a Obra de Deus. Atendia as pessoas em suas necessidades particulares, tanto é assim que foram poucos os milagres coletivos. Jesus estava sempre se relacionando com PESSOAS, por este motivo as passagens que se prendem aos Testemunhos estão quase sempre presas na individualidade. Mesmo quando Jesus estava em grandes ambientes, onde várias pessoas se achagavam a Ele, os escritores do Novo Testamento fixaram seus olhos em situações específicas, casos à parte. Aconteceu isso comammmulher do fluxo de sangue, com a filha de Jairo, com o aleijado que foi descido pelo teto por seus amigos. Jesus prezava as situações individuais. Se estou pronto apenas para grandes altares e busco viver pelos títulos que acumulo, estou deixando de viver uma experiência única e enriquecedora, tanto no plano humano quanto no espiritual. As melhores experiências que tive na vida, foi, com certeza, relacionadas  aos encontros nos lares e visitas que fiz à pessoas doentes. Nas pequenas reuniões somos agraciados com grandes encontros. Somos colocados frente a fragilidade humana, mas também somos impactados com conhecimentos e trocas que não são possíveis em uma reunião com uma multidão e sem a possibilidade de nos sentarmos e darmos a mão ao que está ali, necessitado, Só participando  de Culto nos Lares é que podemos perceber as verdadeiras necessidades daqueles que são responsabilidade nossa e dos quais teremos que prestar contas diante de Deus.
                      Este é um momento feliz em minha carreira ministerial. E sinto que há algo novo vindo da parte de Deus para nossas vidas.

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter