Translate / Traduza

terça-feira, 26 de maio de 2015

Há um ano...[Sergio Carlos da Silveira]

 Estamos em uma fila invisível para a morte,aonde ninguém sabe a senha.Viva cada minuto,para o dia em que ela chegar não leve junto com seu corpo, também os teus sonhos...

        O que vivemos é o que conta, no final. Os arrependimentos, os sonhos não realizados, tudo isso se acaba quando partimos. Nada que deixamos de viver irá nos acompanhar quando nossa carreira acabar. As lembranças dos que permanecerem depois de nós serão focadas em todas as nossas realizações e o nosso exemplo só será válido se aplicarmos nossa vida em realizar nossos sonhos e sermos mais úteis às pessoas que nos cercam, que nos amam.
      Que possamos viver nossa vida de modo a agradecermos por estarmos vivos e termos feito o que queríamos todos os dias, pois na última hora, inconscientes talvez que ela o seja, não haverá tempo de agradecer ou se arrepender.
       Tenham um bom dia,
        Sergio Carlos da Silveira

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter