Translate / Traduza

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

A Rosa Vermelha

Muitas vezes estamos tão revoltados com nossas preocupações e derrotas que deixamos de ser gratos por tudo o que o Senhor tem feito, pelos amigos que temos, pelas pessoas que amamos, pela saúde, pela voz, pela visão. Na verdade, muitas das vezes nós só nos sentimos gratos por algo que temos depois de os reconquistar.. Seja a saúde, a voz, os movimentos, não importa, só percebemos o valor que algo possui quando o perdemos. E isto mostra o quanto somos ingratos!
Ingratos desde a nossa natureza. Li uma vez que um homem estava muito deprimido e não suportando estar entre os seus, pegou um livro e foi para a praça, sem intenção de ler. Queria apenas ruminar suas tristezas.  Mas de repente surgiu um menino que o saudou, falando da beleza do dia, ao que ele respondeu afirmativamente só para perder a companhia. A criança não percebeu seu olhar e continuou por perto falando algo. Pegou uma flor toda machucada e cheirou, ato contínuo ofereceu-a ao homem, que aceitou, por crer que o menino talvez fosse embora agora.
Estendeu a mão para receber as flores, mas o menino continuou com as mãozinhas que lhe oferecia a flor postas à sua frente. Foi quando o homem percebeu que o garotinho era cego.
Veja bem: O menino cegou percebeu a necessidade de carinho que o homem tinha, mas o homem abandonou o lar, fugindo do apoio da família, indo se isolar na praça. O menino, cego, era mais vidente que o homem que podia ver e não percebeu de pronto a necessidade do menino. Por qual motivo a flor estava machucada? Ora, os olhos dos cegos são as mãos, é através delas que eles vêem o mundo à sua volta. Pelas mãos percebem as formas, texturas e tudo mais que nós percebemos pelo olhar.
Aquele homem aceitou a flor machucada e provavelmente aquela atitude o seguiu por um bom tempo.
Assim acontece conosco, Deus se fez cego aos nossos pecados e deu-nos por salvação a vida de seu Filho, como uma flor machucada, uma rosa ferida, capaz de trazer de novo um sorriso ao nosso rosto sofrido, uma voz de alegria aos nossos lábios.
Que possamos viver de forma  a honrar o sacrifício do Senhor e vivamos uma vida plena de amor, cônscios de que a Felicidade é uma escolha e mesmo nos momentos mais difíceis poderemos perceber que há muito mais sofrimento no mudo do que o mal que nos advêm, muitas vezes como resultado de nossas péssimas escolhas.

Rosa Vermelha na Voz potente de Luiz de Carvalho

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter