Translate / Traduza

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Vivendo de Aparência?



  Mostramos nosso rosto ao mundo, mas somente Deus tem acesso ao nosso coração. 
Vigiemos pois.  (AD)
“Mas o Senhor disse: Não se impressione com a aparência nem com a altura deste homem. Eu o rejeitei porque não julgo como as pessoas julgam. Elas olham para a aparência, mas eu vejo o coração.”  ( I Samuel 16:7).
 Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida (Provérbios 4-23). 

Sempre que ouvia, na infância e já quando adolescente, a frase "Deus quer apenas o coração", ouvia também uma réplica estranha e para mim, de humor duvidoso, de que "Deus não é açougueiro". Acho que todos que foram jovens em minha  época e viviam em uma Igreja já ouviram estas duas frases. Só que estudando a Bíblia, descobri que Deus quer mesmo o nosso coração, mas não este músculo conhecido pela Medicina e ainda pouco estudado, apesar dos avanços da Ciência. Deus quer o nosso entendimento, a nossa alma e mais nada. O nosso corpo é apenas a embalagem que nos resguarda de tudo o que pode nos atingir e fazer mal.
Quando ficamos discutindo regras e doutrinas, deixamos de fazer o que realmente importa: Buscar a comunhão com o Senhor.  E quando deixamos de lado a comunhão com o Senhor, abandonamos o que para Ele realmente importa: Ganhar almas para o Céu, recuperar do mundo de pecados, vidas para Cristo.
O que  a maioria de nós esquecemos é que o Senhor é muito diferente do que prega as religiões e foi exatamente isto que Jesus veio nos provar.
Quando analisamos as pessoas com quem o Senhor Jesus se relacionou quando esteve aqui na Terra e colocamos suas vidas  frente a religião da época, vemos que em sua maioria eram pessoas desajustadas aos parâmetros de então. Mercenários, adúlteros, fracos, doentes, rejeitados pela Sociedade, pessoas que não tinham capacidade nenhuma de servirem da forma padrão aceita pelos líderes de então, mas Jesus os aceitou como companheiros de Ministério, libertou-os, limpou suas marcas pessoais, seus traumas e  eles foram transformados em verdadeiros guerreiros de sua Missão.
Vale lembrar aqui principalmente a samaritana e o ex endemoniado que vivia pelos cemitérios de sua cidade. Estes se tornaram dois grandes missionários a trabalho so Senhor e com suas palavras conquistaram a muitos. E nem falemos do revoltado e destemperado Pedro, do cobrador de impostos Mateus e de Paulo, que depois de Jesus ter subido, o chamou quando ia pela Estrada de Damasco e o fez um soldado de seu Exército e que mais tarde tornou-se um dos muitos mártires de então.
Só que Deus já tinha, desde a Antiguidade mostrado a todos que Ele vê diferente dos homens. Chamou Davi, um jovem desprezado dentro de sua própria casa, ouviu Bateseba e deu-lhe um filho que continuou a semente de Davi, usou Raabe para salvar os espias de Israel e mais tarde ela ainda fez parte da Genealogia de Cristo. Ainda podemos nos lembrar de Rute, a moabita, que era de outra linhagem, mas que por sua conversão, e,  por seu testemunho, veio a fazer parte da Dinastia de Davi. Deus ainda usou um bastardo para ser juiz em Israel, quando na época dos juízes, Jefté era seu nome. Chamou Gideão, que astuto, para manter a salvo seu alimento, usava o lagar para malhar o trigo, sendo que nesta época  a maioria dos que se diziam  hebreus serviam aos deuses pagãos.
Sim, Deus  já provará  por anos a fio, que Ele via de forma diferentes dos demais, pois só Ele conhece o coração das pessoas, conhece o que nos escondemos até de nós mesmos.
Infelizmente vivemos uma época onde as pessoas vivem de forma errônea, pensando que com suas mácaras podem enganar ao próximo e estão certos, podem de fato enganar a todos, mas a Deus ninguém engana. Não há segredos que possamos guardar do Senhor:  E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele a quem havemos de prestar contas (Hebreus 4-13). Nossas atitudes, nossas palavras e nosso proceder será sempre analisado pela Palavra do Senhor, não há nada que possamos fazer para fugir desta busca:  Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração (Hebreus 4-12).
Lembre-se de Adão, que intentou em seu coração esconder-se de Deus e foi descoberto, assim como foram descobertos Jonas no fundo do navio e Caim, que pensava ter enganado ao Senhor. Não há nada que possamos fazer para nos esconder do Senhor, o salmista diz que mesmo que fizéssemos nossa cama no abismo, ali mesmo os olhos do Senhor nos encontraria: Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também (Salmo 139-8). Em todo o tempo, em todo o lugar os olhos do Senhor nos contemplará.
Então por qual motivo viveremos de aparência frente aos homens, seres passíveis das mesmas dores e quedas que nós? Se não podemos enganar a Deus que nos conhece, que sonda os nossos corações, porque viver de forma a agradar aos homens?
Saul é um exemplo de alguém que preferia viver de aparência. Solicitou que o profeta Samuel estivesse com ele, mesmo quando Deus o desprezara.
Que possamos aprendermos com estas histórias todas e entendermos que Deus quer que sejamos sinceros com todos os que nos cercam e que sejamos exemplos de comportamentos coerentes com a vontade do Senhor e em todo o tempo procuremos a gradar a Deus e não aos homens e, claro, deixarmos de viver apenas de aparência, mas termos uma vida completa. Não só em nosso viver espiritual, mas em todas as nossas relações pessoais.

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter