Translate / Traduza

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Você pode até errar, mas pode sim mudar isto

O Piano

A lição de Paderewiski


Desejando encorajar o progresso de seu jovem filho ao piano, uma mãe levou seu pequeno filho a um concerto de Paderewski.

Depois de sentarem, a mãe viu uma amiga na platéia e foi até ela para saudá-la.

Tomando a oportunidade para explorar as maravilhas do teatro, o pequeno menino se levantou e eventualmente suas explorações o levaram a uma porta onde estava escrito:

"PROIBIDA A ENTRADA"

Quando as luzes abaixaram e o concerto estava prestes a começar, a mãe retornou ao seu lugar e descobriu que seu filho não estava lá.

De repente, as cortinas se abriram e as luzes caíram sobre um impressionante piano Steinway no centro do palco.

Horrorizada, a mãe viu seu filho sentado ao teclado, inocentemente catando as notas de "Cai, cai, balão".

Naquele momento, o grande mestre de piano fez sua entrada, rapidamente foi ao piano, e sussurrou no ouvido do menino:

— "Não pare, continue tocando".

Então, debruçando, Paderewski estendeu sua mão esquerda e começou a preencher a parte do baixo.

Logo, colocou sua mão direita ao redor do menino e acrescentou um belo acompanhamento de melodia.

Juntos, o velho mestre e o jovem noviço transformaram uma situação embaraçosa em uma experiência maravilhosamente criativa.

O público estava perplexo.

*******************
Pense nesta situação e imagine o que houve ali.
Um menino xereta, acaba indo parar onde menos se espera. Se bem que quem lida com crianças espera sim uma atitude desta. Criança imagina que há coisas maravilhosas atrás  de placas restritivas e palavras proibitivas, sempre acaba indo parar onde ela acha que há algo bom para fazer.
Duas situações poderiam surgir nesta situação.
O célebre pianista poderia chamar a atenção do pequerrucho e fazer uma cena tipíca das celebridades comuns ou usar a imaginação e criar algo impensável, ma ele pensou além em sentando-se perto do menino, executou uma grande apresentação.
Por certo esta experiência tomaou conta da história do pequeno curioso para sempre e ele se tornou também um grande artista.
Estas considerações só são possíveis pois sabemos o que o grande pianista agiu de forma extraordinária.
E assim devemos agir nós que nos dizemos cristãos frente aos nossos erros. Continuarmos tentando nossa apresentação nos palcos da vida, pedindo a Deus que nos abrace e torne nosso espetáculo tosco em um grande acontecimento.
Que o Senhor dirija a nossa vida para que sejamos apenas a criança necessitada de socorro
Só, querido leitor, que em outras vezes somos nós o grande pianista e como nós reagimos à intromissão do menino, que com suas atitudes impensadas coloca em risco nosso concerto. O que faríamos nesta circubstância?
O que faria Jesus sabemos, agora respondes para tu mesmo qual seria  tua atitude?
Pergunte e respondas em silêncio.

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter