Translate / Traduza

terça-feira, 7 de junho de 2011

Malaquias 3 - As diferenças e outras considerações

Malaquias  3:13

Introdução: 



Malaquias : Sua profecia
cobra a relaçãode filhos com
Deus, enaquanto
Pai
Malaquias profetizou cerca de 457--430 a.C., era contemporâneo de Neemias e Esdras. Viveu o pós - cativeiro babilônico. Cativeiro este que foi profetizado por Isaias e Jeremias,  séculos antes, o povo tinha perdido a confiança em Deus, aceitavam muitas coisas erradas e estavam fracos espiritualmente.
Seu nome hebraico é ´Mala´kh-Yah, que significa O Mensageiro, o Anjo. Ele exerceu seu ministério quando o Templo já estava construído, a falta de fé se dava pelo decanso da prova. Acabada a dor do cativeiro, o povo aproveitou o que os agradou do aprendizado babilonico. É neste período que se dá a profecia do Capítulo 3-13 em diante.

O povo estava vivendo indiferente à lei de Deus, em todos os seus aspectos.

O Povo desprezava a moralidade e o pensamento religioso que fora inserido no povo por Moisés, estava vivendo o mesmo sentimento relatado em Juízes, que afirma que o povo estava por si, sem dicernis entre o bem e mau.



O Povo de Israel estava vivendo uma época difícil. As pessoas estavam tã afastadas de Deus, que suas vidas estavam em alvoroço. Por causa de tuo eles questionavam e aparentemente não havia mais justos na terra. Mas o Senhor olhando do céu, através da vida eprofecia de Malaquias conseguia identificar alguns tipos de pessoas pelas suas atitudes:
  • Os questionadores:- Estes são aqueles que  perguntam a Deus por que isto, porque aquilo. Aqui, nesta passagem eles perguntam como podem roubar a Deus. Não entendem que estão roubando sim a Deus no que é exclusivo do Senhor.Não é o valor de sua oferta que Deus quer é sua fidelidade. Se você questiona uma sacrifício que poderia fazer, deixa de lado algo que prometeu oa Senhor, na verdade você o roubou.
  • Os que mudavam de idéia - Estes são os que apesar de estarem próximos da presença de Deus, perguntam sobre qual proveito há em servir ao Senhor.Não estão de fato compromissados com o dom que receberam de Deus.
  • Os glorificavam a prosperidade dos infiéis - Estes são aqueles que acreditam que os que praticam a iniquidade ao prosperarem ao tentar a Deus, conseguem escapar. Estes são os que mais correm risco, pois podem debandar para ete lado e fazerem de tudo para prosperar.
  • Um povo vivendo a quebra de compromisso
  • Os fiéis - Estes são os que apesar de tudo não tem perdido a fé. A estes, diz  o profeta Malaquias, que o Senhor atentava e ouvia.
O Senhor os vê como tesouro seu. diz o  profeta como tesouro particular.Que os pouparia como um Pai protege um filho.


O Senhor tendo testemunho por memorial - O Senhor guarda para si  e diante de si., para os que o teme e para os que se lembram de Seu Santo nome. 

O Senhor contempla a diferença - Afinal só Ele conhece o coração do homem e sabe qual é de fato seu tipo de fé. O Senhor conhece nossas intenções, nossas atitudes e por isto só Ele pode determinar nossa  fidelidade. O Senhor vê a diferença  entre o justo e o injusto. Ele sabe quem de fato o serve. E é isto que importa, o Senhor saber que o servimos com sinceridade.

O mundo vê a diferença - Assim  como seu testemunho é um memorial diante de Deus, é também um altar para adoração de Deus através do testemunho que você pode dar aos homens. Quando o profeta diz, "Então vereis a diferença" está se referindo às pessoas e não a Deus. Aqui quem vê adiferença é os que nos cercam. 
Que nosso testemunho possa salvar vidas!
nte. 

Gratos pelo cometário

Siga-nos no Twiiter